Movimenta psicanálise

MOVIMENTA PSICANÁLISE #9 – COM MARIA LETÍCIA DE OLIVEIRA REIS – EXIBIDO EM 29/06/2020 MOVIMENTAPSICANALISE,

INFÂNCIA, MEMÓRIA, EXPERIÊNCIA, MULHERES E O AMOR.

Maria Letícia de Oliveira Reis é psicanalista, Doutora em Psicologia clínica pela USP, autora de “Infância e memória”( livro lançado em 2015) e curadora de “Perché mi piace” (livro lançado em 2018).

Bloco 1
No primeiro bloco, Maria Letícia começa contando sobre o livro “Perché mi piace” e a ligação desta produção com sua mudança de Minas Gerais para São Paulo, cidade em que encontrou acolhimento, principalmente nas relações de amizade que constituiu com outras mulheres. Também fala sobre maternidade e os reflexos dos discursos femininos da atualidade na mídia e na clínica. No final do bloco, conta sobre sua pesquisa de mestrado, em que investigou memórias de experiências de análises na infância, ressaltando a importância do ambiente e da ficção nessas narrativas.


 

Bloco 2
No segundo bloco, Maria Letícia dá continuidade ao assunto da pesquisa de mestrado e o tema da memória, que atravessa, também, sua história de vida de um modo muito particular. Para trabalhar os conceitos de perda e angústia, busca estofo na literatura, além da psicanálise. Ao se deparar com o entendimento do processo de análise como uma “experiência”, busca uma maior compreensão deste conceito e encontra em autores da filosofia o embasamento que vai culminar na sua pesquisa e tese de doutorado.


 

Bloco 3
No terceiro e último bloco, Maria Letícia fala dos efeitos provocados por suas produções acadêmicas e da escrita como, também, experiência de perda. Conta como foi o lançamento do livro “Perché mi piace” e sobre novos projetos. Ressalta as condições fundamentais para que uma mulher possa criar. E, para finalizar, faz uma articulação do interesse nas produções femininas com suas biografias e memórias, o lugar de Simone de Beauvoir na filosofia e o amor.